Tartarugas-verdes são devolvidas ao mar em praia do Rio Grande do Sul

07/11/2009 00:16

"Dos sete animais encontrados apenas dois sobreviveram.Havia lixo no aparelho digestivo das tartarugas, diz veterinário."

Tartaruga retornando ao mar nesta quinta-feira (5)(Foto: Divulgação/Nema)

Duas das sete tartarugas-verdes que foram encontradas na semana passada na praia do Cassino, em Rio Grande (RS), foram devolvidas ao mar na tarde desta quinta-feira (5) pela equipe do Núcleo de Estudos e Monitoramento Ambiental (Nema).
Os animais foram tratados no Centro de Reabilitação de Animais Marinhos (Cram) da Universidade Federal do Rio Grande. Como foram encontrados muito debilitados, cinco deles morreram. Segundo os veterinários do centro, havia lixo dentro do aparelho digestivo das tartarugas.

“No mar, os animais confundem os pedaços de plástico e fios de redes de pesca com algas, que servem de alimento. No momento que eles comem, isso acaba entupindo o aparelho digestivo”, disse o veterinário Rodolfo Silva, do Cram.

Segundo a coordenadora do Projeto Tartarugas Marinhas no litoral do Rio Grande do Sul do Nema, Danielle Monteiro, foi uma surpresa encontrar os animais vivos. “Encontramos muitas mortas”, disse.
Dos animais que foram soltos, o maior tinha 60 centímetros de comprimento e pesava cerca de 20 quilos. A tartaruga-verde vive até 100 anos, atinge 1,5 metros de comprimento e 250 quilos.

*(Com informações do jornal Zero Hora)

 

Reportagem sugerida por Kassio atobá

fonte: http://g1.globo.com/Noticias/Brasil/0,,MUL1369711-5598,00-TARTARUGASVERDES+SAO+DEVOLVIDAS+AO+MAR+EM+PRAIA+DO+RIO+GRANDE+DO+SUL.html